Fechar



Registe-se na nossa newsletter







Kyaia inaugura nova fábrica em Paredes de Coura

Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010
Kyaia inaugura nova fábrica em Paredes de Coura
O grupo português de calçado Kyaia, que detém marcas como a Foreva ou a Fly London, vai inaugurar, em Paredes de Coura, a sua quinta fábrica que irá empregar um total de 20 pessoas e representa um investimento de um milhão de euros.

Em comunicado, o grupo Kyaia adianta que a nova unidade "surge integrada na política de desenvolvimento que tem levado a efeito nos últimos anos" e irá acolher as áreas de montagem e de acabamento de calçado.

Com a sede em Guimarães, a empresa de Fortunato Frederico possui já três outras fábricas em Paredes de Coura, onde é atualmente responsável por mais de 200 postos de trabalho.

Incluindo as suas várias fábricas e a rede de lojas Foreva, o grupo Kyaia emprega um total de 500 funcionários e faturou cerca de 50 milhões de euros em 2009.Grande parte do volume de negócios advém da marca própria Fly London, que a empresa diz exportar "para todo o mundo".





FERRAMENTAS
Imprimir
RELACIONADO
SOCIEDADE
COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus
Termos de serviço
MULTIMÉDIA
  • Voz de familiares ajuda a sair do coma
  • EUA: Golfinho resgatado faz 'dança de agradecimento'
  • Aparelho permite 'ouvir' através da língua
  • NASA apresenta a maior foto espacial de sempre...
  • Viktória Modesta: a primeira cantora pop biónica
  • Homem que só tem uma mão torna-se pianista famoso
  • Concurso oferece volta ao mundo até à Austrália
  • Exoesqueleto devolve mobilidade a pessoas paralisadas
  • Pedido de casamento durante concerto de Tuna
  • Cão segue dono que ia na ambulância até ao hospital
  • Jovem surpreende pais pagando hipoteca da casa
  • Google revela protótipo final de carro sem condutor
  • Macaco salva 'amigo' inanimado na linha de comboio
  • EUA: Congresso preserva filmes de Carmen Miranda
  • Cadeira 'obriga' as pessoas a mexerem-se
DESTAQUES


PÁGINAS AZUIS
The Agency.pt ®. Todos os direitos reservados 2011 - 2015.
O BoasNoticias.pt demorou 0.346 segundos a carregar