Fechar



Registe-se na nossa newsletter







Atelier luso desenha futura capital da Guiné Equatorial

Sábado, 05 de Novembro de 2011
Atelier luso desenha futura capital da Guiné Equatorial
© IDF - Ideias do Futuro [Clique no link abaixo para ver mais imagens do projeto]
Esta notícia tem conteúdo multimédia, clique aqui para visualizar
O atelier português Arquitetura e Urbanismo IDF - Ideias do Futuro desenvolveu o traçado da futura capital da Guiné Equatorial, baptizada Djibloho. Esta cidade será totalmente planeada de raiz, respondendo ao desejo do Presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, avança a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

(AICEP).

Esta nova capital, que se vai formar numa área de 8.150 hectares, será um novo pólo de atração da população, prevendo-se que cerca de 160 mil habitantes possam viver nesta nova cidade.

O projeto do atelier português tem como base a sustentabilidade. De acordo com a AICEP, este projeto pretende criar a primeira capital mundial inteiramente dependente de energias renováveis e sustentáveis.





FERRAMENTAS
Imprimir
RELACIONADO
NEGóCIOS
COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus
Termos de serviço
MULTIMÉDIA
  • Vídeo: Surda ensina língua gestual aos seus gatos
  • Inglaterra: Fadista português candidato a
  • Avó salta de pára-quedas para celebrar 100.º aniversário
  • Nós vimos o eclipse do Sol!
  • Pharrell Williams convida Portugal a ser mais feliz
  • Intérprete de língua gestual dá 'show' na Eurovisão
  • Vídeo: TAP realiza sonho de dez portugueses
  • Empresa eslovaca apresenta novo carro-voador
  • Espanhol lança aspirador para fezes de cão
  • Vídeo: Pai vê nascimento do filho a 4.000km de distância
  • Marc Jacobs recruta modelo em Portugal
  • ESA capta Lagoa das Sete Cidades do Espaço
  • Idoso recebe carta que deixou à namorada há 70 anos
  • Vídeo: Drone capta golfinhos a 'surfar' na Austrália
  • Aplicação transforma exercício físico em donativos
DESTAQUES
Image and video hosting by TinyPic

PÁGINAS AZUIS
The Agency.pt ®. Todos os direitos reservados 2011 - 2015.
O BoasNoticias.pt demorou 0.258 segundos a carregar